10 de abril de 2007

sometimes I feel the need...


4 comentários:

Kinder disse...

ASSASSÌNA!!!!

Ouriço disse...

Medo medo.

Mak, o Mau disse...

Agora os carrinhos de choque já têm conta quilómetros? O progresso ultrapassa-me e, pelos vistos, a essa velocidade tu também.

Cuga disse...

Caros todos: Vê-se mesmo que não perceberam... Claro, que isto é o paradigma supremo da mulher trabalhadora: um carrinho de supermercado "artilhado" que exemplifica a velocidade a que uma mulher se desloca no seu dia-a-dia!