15 de setembro de 2006

Começar a Acabar (Grande Lagarto!)














Começar a Acabar
15 de Set a 01 de Out 2006

Estreia hoje, na Sala Estúdio do Teatro D. Maria II. É um monólogo para todos os que acham que Beckett é uma seca, para todos o que acham que o João Lagarto é só "aquele que faz novelas" e para a grande minoria que sabe que Beckett tem muito humor e que o João Lagarto é, antes e acima de tudo, um soberbo actor (e agora também director e tradutor). Tive a sorte de assistir a um ensaio e de estar ontem a assistir ao produto final.

"Um monólogo que tem como ponto de partida uma dramaturgia elaborada pelo próprio Beckett, em 1970, a partir de três novelas que constituem o núcleo central da sua ficção Molloy, Malone está a morrer e O Inominável. No centenário de Beckett, Começar a Acabar é a revelação de uma obra essencial deste autor, surpreendentemente desconhecida, devido à recusa de autorização para a sua representação por parte dos detentores dos direitos."

Este é o texto que acompanha o programa. Falta acrescentar que o monólogo dura 1h 25 minutos, sem intervalo, que conta com duas músicas originais do Jorge Palma e que, ao fim dos primeiros trinta segundos, há risos garantidos, pois isso foi o que Beckett sempre fez melhor, apesar de todo o fel e aparente desdém pelas palavras e pela vida. Se quiserem tirar dúvidas sobre quem foi o grande mestre dos Monty Python e até dos nacionais Gato Fedorento, nada como irem ao Rossio descobrir.

Começar a Acabar (Produção do teatro do Bolhão, com figurinos de Ana Teresa Castelo)
Bilhetes a 7 e 10 Euros e às 5as com 50% de desconto

7 comentários:

Mitra disse...

Mas tu és de um calibre impressionante. Até te dás com actores e tudo.

Cuga disse...

Não sei a razão do espanto... Eu até troco comentários com palhaços!

Kinder Surpresa disse...

Mas porque raio estás a falar do Reinu se ele não se pode defender?

Cuga disse...

Então, vamos lá a ter calma, se não, ainda começo a ser visitada pela malta do Chapitô! Claro que estas "bocas" têm o objectivo educativo de lembrar o carácter "clownesco" das personagens beckettianas.
Vão mas é ver a peça e, àqueles que conheço,se não gostarem, devolvo o preço do bilhete em jantares Bimby!

Mak, o Mau disse...

Eu fui colega na pré-primária do filho do João Lagarto. Será que vem daí a minha veia teatral?

Mak, o Mau disse...

Eu fui colega na pré-primária do filho do João Lagarto. Será que vem daí a minha veia teatral?

Mak, o Mau disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.