24 de janeiro de 2008

Maiores de 6 anos: Toma Karaté!

Confesso que gosto de filmes para mais de 16 anos. O último que vi, Promessas Perigosas, de David Cronenberg deixou-me satisfeita, feliz mesmo, pois cada vez são mais raros os momentos que tenho de cinema a sério, sem bandas sonoras estridentes, nem pipocas, nem crianças aos gritos de medo, ou alegria... Mais contente fiquei quando soube da nomeação do Viggo Mortensen para o óscar de melhor actor, pois saí da sala com vontade de gritar: "Alguém dê um óscar a este senhor, por favor!" O último que tinha visto antes deste foi (sim, assumo que passaram mais de seis meses) o Death Proof do Tarantino que também não me desiludiu. O resto do tempo é passado em salas com filmes para maiores de 4 ou 6 a ver historietas de princesas e bichos variados com vozes de pessoas da rádio, ou actores conhecidos...
Até que, na passada semana, tive uma epifania, encontrei uma forma de fazer um corte epistemológico e combater o cepticismo que diz que os meus gostos são incompatíveis com os gostos dos maiores de 6 que conheço. Vou levar a progenitura a ver o filme do Manoel de Oliveira: Cristóvão Colombo - O Enigma: O filme é para maiores de seis anos, tem apenas 70 minutos e procura uma verdade ficcionada, mas com fundamentos biográficos e históricos, sobre a vida do navegador alegadamente português da Cuba Alentejana.
Se não gostarem, apenas direi: Toma Karaté! Eu também não gosto desses cocós com princesas e aguento-me!

5 comentários:

n©n disse...

"Alguém dê um óscar a este senhor, por favor!"

Estou contigo.

Mak, o Mau disse...

Não é Karité?

Cuga disse...

Mak: Não metas a tua longa e frondosa cabeleira e seus produtos amaciadores onde não são chamados. Caso contrário tiro-te a peruca e revelo a tua verdadeira identidade...

Se Faz Favor disse...

Ah, queres dormir uma sestinha com a filharada, já percebi...

Se Faz Favor disse...

Karité não digo mas ver um filme de Manoel de Oliveira é um acto de caridade...