29 de março de 2007

Passatempo Bloc Party com os dias contados

Sim, eu sei que não estou a oferecer um Seat Ibiza, entregue pelas mãos da Shakira, mas também não vos peço que liguem para um número de valor acrescentado. É só postarem um comment engraxador e estão aqui, estão no concerto. (também aceito dinheiro). Dia 01 será anunciado o nome eleito. Se não houver comments dou o bilhete ao Mitra a troco de DVDs da 3a série das Desperate Housewives. Já disse que o passatempo está a terminar?

5 comentários:

Mak, o Mau disse...

It ain't over till the fat lady sings... até à meia noite é lícito...

Kinder disse...

Cuga, amor da minha vida, coisinha mai linda que apareceu no meu horizonte, quando eu julgava que a minha vida estava condenada ao fracasso, quando sentia que a tragédia abatia-se sobre mim em todas as horas do meu dia, eis que surges e, tal raio de sol, trespassas a escuridão e o breu das nuvens carregadas de cinzento para me iluminares; não com as palavras banais ou gentis, mas sim com a mais brilhante eloquência e inteligência.

PS-Faço isto não para te pedir um bilhete dos Bloc Party. Estou interessado num bilhete dos Arctic Monkeys no Coliseu, dia 18 de Julho. Pode ser?

Mak, o Mau disse...

O atraso na minha candidatura, é justificado pela razão pela qual devo ser eu o contemplado com o bilhete para Bloc Party: por causa do PNR.
Foi perseguido ontem por membros dessa organização, que me obrigaram a refugiar no Lux até altas horas da madrugada, impossibilitando-me de me candidatar em tempo útil.
E o que tem o PNR a ver com o concerto de Bloc Party? Tudo. São estrangeiros? São. O vocalista, como agravante é de raça negra? É.
Não poderás deixar de achar estranho que na altura em que lanças o passatempo, surjam na rua os cartazes do PNR contra a emigração...Pelo que soube, tencionam agir neste concerto e tu, que pelo que sei também estiveste além fronteiras és considerada um elo nocivo enquanto adepta de uma banda ultrajante para as normas do partido como são os Bloc Party.
Onde é que eu entro? Fácil, eu descobri esta operação “Estamos fartos que nos dêem música” do PNR, que terá lugar em Maio no concerto e acho que sou o único que os pode parar, pelo menos até fim da actuação da banda. Como? Beneficiando do teu bilhete, posso sacrificar-me durante o concerto, desconcertando os tipos do PNR com trocadilhos e dichotes de qualidade paupérrima, mas que actuarão certamente como anestesia mental na maior parte deles, permitindo apreciar os Bloc Party sem tragédias.
Teoria rebuscada? Completamente. Mas, um segurança com 1,85m, humor assassino, imaginação galopante e capaz de mexer as orelhas não deve deixar de ser tido em conta...
Irest my case.

Cuga disse...

O passatempo terminou e o único comentário verdadeiramente engraxador foi o do Kinder (algo normal, pois ele conhece-me!) Ora o Kinder tem bilhete... A resposta de Mak veio fora de prazo, apresenta uma bom argumento, mas não me dá verdadeiramente graxa... Enfim, como foi o que escreveu mais palavras vou declará-lo vencedor.

Mak, o Mau disse...

O comentário do kinder de facto tem um sabor diferente, o chamado Kinder Graxa, que todas as crianças que querem ter boas notas sem fazer muito por isso deveriam consumir. Contra isso não possuo argumentos.


Já o meu humilde contributo é mais um elogio subtil e refinado, oferencendo os meus préstimos como especialista em segurança em concertos, conforme comprovam os palcos de guerra que já visitei:

1º Sudoeste em 96 (mt anos do campismo para meninos)

Rage Against the Machine em Algés (mt antes de se defender q o pó faz mal à respiração)

Encerramento do Estádio de Alvalade - MManson, Deftones, Audioslave, DIsturbed, etc

Mafalda Veiga no Casino Estoril - uma luta, uma luta

os 25 Anos da Banda do Casaco

E muito, muito mais...