22 de janeiro de 2007

Um Espanhol em Lisboa


Para os ainda gostam de expressões como " de Espanha nem bom vento, nem bom casamento..." aqui vai uma curiosidade por certo desagradável: São Vicente, o Padroeiro da cidade de Lisboa (capital de Portugal) era Espanhol! O mártir, diácono de Saragoça, foi morto em Valencia e a história convencionou celebrar a sua morte justamente hoje, dia 22 de Janeiro. Mais sobre a forma como deu às nossas costas e de como foi usado como símbolo da cidade aqui.

4 comentários:

Mitra disse...

Mas o padroeiro da cidade não é o Santo António? Daqui a pouco estás a dizer que o Cozido à Portuguesa foi criado por um valenciano.

Ouriço disse...

Estranha figura hagiográfica, se queres a opinião de quem percebe alguma coisa de santinhos... Andam a fazer testes de ADN às relíquias e tudo.
São ambos padroeiros de Lisboa. Aprecia-se mais o António, regra geral...

Mak, o Mau disse...

Cara Cuga, porque achas que o homem apareceu numa barcaça, já cadáver. Deves pensar que foi acidente não...

Não fossem os corvos a dar sinal e o espanholito era padroeiro de Marraquexe

Cuga disse...

O padroeiro oficial, em termos diocesanos, é o São Vicente. Não está nenhum Santo Antoninho no escudo da cidade pois não? Ah pois é... Quanto aos testes de ADN, Ouriço historiador peço-te: "keep me posted"